Favicon condutiva.gif

Na metalurgia, a fundição é o processo de colocar metal líquido em um molde, que contém uma cavidade com a forma desejada, e depois permitir que resfrie e solidifique. A parte solidificada é conhecida como peça fundida, que é tirada do molde ou tem o molde quebrado para completar o processo. A fundição é mais frequentemente usada para fazer peças complexas que seriam difíceis ou mais caras de se fazer por outros métodos.

Os processos de fundição são conhecidos há milhares de anos, e amplamente utilizados em esculturas, especialmente em bronze, jóias em metais preciosos, armas e ferramentas. As técnicas tradicionais de fundição incluem a fundição por cera perdida, fundição por espuma perdida, fundição em conquilha e fundição em areia. O processo moderno de fundição está dividido em duas categorias principais: fundição dispensáveis ​​e não dispensáveis. Ele é ainda dividido pelo material do molde, tais como areia ou metal, e método de vazamento, tais como por gravidade, a vácuo ou a baixa pressão.

O processo de fundição por moldagem em areia caracteriza-se pelo uso de moldes de areia, que podem ser constituídos de areia natural e/ou sintética. Um processo de fundição tem como objetivo a fusão de ligas metálicas e posterior vazamento sobre condições apropriadas em moldes pré-moldados com o formato final da peça.

O Sensor de umidade para areia de fundição também pode ser aplicado no beneficiamento da areia destinada à produção de moldes para fundição, auxiliando no controle preciso da umidade.

A estabilidade e produtividade dos moldes de areia depende do ajuste correto da umidade da areia que é beneficiada. Normalmente, nos controles manuais de umidade, a operação está ajustada para uma determinada umidade fixa de trabalho.

 

Se a areia ficar mais seca e isso não for detectado pelo operador, perde-se a eficiência na produção dos moldes. Com a areia mais úmida, o processo de produção também perde eficiência gerando perdas, retrabalhos e máquinas paradas.

Com a instalação de sensores de umidade em tempo real, no fluxo de alimentação do misturador ou umidificador, pode-se ajustar em tempo real os parâmetros de trabalho e corrigir a umidade do material.

A instalação mais comum é posicionar os sensores de umidade sobre a correia transportadora de areia que alimenta o misturador.

 

Nesta correia está a areia que retorna do processo e que será misturada com areia verde. Sabendo-se a umidade da areia em beneficiamento e a quantidade alimentada no misturador, pode-se corrigir com precisão a umidade do material que está em produção.

 

O resultado é um material com umidade uniforme e repetitiva, gerando processos com menos perdas e desperdícios.
 

fundicao.png

PARA SABER MAIS SOBRE SENSOR DE UMIDADE PARA AREIA DE FUNDIÇÃO

Telefone: (19) 3032.1751 (19) 3888.2738
E-mail: condutiva@condutiva.com.br

Rua 03, n° 84 – Parque das Indústrias Bairro Betel. Paulínia / SP | CEP 13148-378